Visita Técnica ao setor de Radiologia do Hospital Pedro I

Visita técnica ao setor de Radiologia do Hospital Pedro I

O curso de Biomedicina da UNIFACISA dispõe em sua Matriz curricular da disciplina de IMAGINOLOGIA, que tem como objeto principal o estudo dos principais métodos de diagnóstico por imagem e suas aplicações diagnósticas e terapêuticas. Sendo assim, a professora Thassiany Sarmento juntamente com a turma de alunos do 5º período, realizaram visita técnica no dia 21/09/17 ao setor de diagnóstico por imagem do hospital Pedro I.
Os alunos visualizaram o funcionamento dos equipamentos de RX, facilitando o entendimento do que são os raios X, como são produzidos e como são usados.

Uma máquina de raios X é essencialmente uma câmera. Entretanto, ao invés de luz visível, ela usa raios X para expor o filme. Ela é composta por três elementos, são eles: tubo, fonte de alimentação de alta tensão e painel de controle. O tubo de raios x contém um cátodo emissor que expulsa elétrons acelerados e leva-os a um ânodo, onde a corrente agora está fluindo. Os elétrons são emitidos em direção ao ânodo formando assim um feixe de elétrons. O feixe atinge um ponto focal no ânodo, onde parte se converte em fótons de raios-X e a outra parte em calor.

 

Além de assistirem aos procedimentos de RX em joelho, ombro e mãos, eles também aprenderam sobre o processamento de imagem analógica e digital. O relato da professora Thassiany é que foi uma experiência bastante válida!

 

IMAGINOLOGIA como área de atuação do Biomédico:

O Biomédico, que nos termos do art. 6º da Resolução nº 78, de 2002,
do Conselho Federal de Biomedicina, pode trabalhar com: tomografia computadorizada,
ressonância magnética, ultra-sonografia, radiologia vascular e intervencionista,
radiologia pediátrica, mamografia, densitometria óssea, neuroradiologia,
medicina nuclear e outras modalidades que possam complementar esta área de atuação,
sendo excluída a interpretação dos laudos.

   

Sem categoria

Ranking da Folha destaca curso de Biomedicina da Unifacisa como melhor da Paraíba

Ranking da Folha destaca curso de Biomedicina da Unifacisa como melhor da Paraíba.    

A Folha de S. Paulo divulgou o Ranking Universitário Folha (RUF 2017), uma avaliação anual do ensino superior do Brasil, e os cursos de Administração, Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Sistemas de Informação, Fisioterapia, Direito, Biomedicina e Medicina da Unifacisa/FCM obtiverem o 1º lugar na qualidade de ensino entre as Instituições particulares na Paraíba.

Os indicadores que compõem a fórmula do RUF são qualidades de pesquisa, qualidade de ensino, avaliação de mercado, indicador de inovação e indicador de internacionalização.
Para a diretoria da Unifacisa, a avaliação mostra o resultado de um esforço coletivo em favor do ensino superior de qualidade e comprometido com resolutividade de problemas que afetam a população do Estado.​

RUF– O RUF (Ranking Universitário Folha) é uma avaliação anual do ensino superior do Brasil feita pela Folha desde 2012. Na edição de 2017 há dois produtos principais: o ranking de universidades e os rankings de cursos.

Divulgado pela Ascom | 25 de setembro de 2017 http://www.cesed.br/portal/?p=47964

Na Paraíba são 07 IES que oferecem o curso de Biomedicina e no quesito Qualidade de Ensino, o curso de Biomedicina da UNIFACISA foi avaliado em 11º no Brasil, com destaque para a proporção esmagadora do número de docentes com doutorado e com mestrado na Instituição. As demais IES da Paraíba neste item obtiveram avaliação inexpressiva, entre  144º ao 201º.

O Biomédico é um profissional com um amplo campo de trabalho: atualmente são 33 habilitações aprovadas pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM) – as principais são Pesquisa, Docência e Patologia Clínica, embora o profissional Biomédico possa atuar em muitas outras áreas.

 

Sem categoria

Aula prática de Biomedicina Estética – Alunos do 6º período de Biomedicina

 Biomedicina Estética

A Biomedicina Estética é uma das áreas de atuação do Biomédico e que através de métodos e técnicas especializadas, aplica os tratamentos para as disfunções corporais, faciais, cuida da saúde, bem-estar e beleza do paciente, do envelhecimento fisiológico relacionados à derme e seus anexos, tecido adiposo e metabolismo, oferecendo os melhores recursos da saúde para o tratamento e recuperação dos tecidos e do organismo como um todo.

A disciplina de Biomedicina Estética é ministrada pela professora MSc. Thassiany Sarmento Almeida e que vem desenvolvendo atividades práticas com objetivo de consolidar o aprendizado sobre as diversas técnicas e procedimentos estéticos oferecidos na atualidade.

De acordo com a professora Thassiany, os tratamentos faciais vão além da busca pela beleza, mas sim buscam o cuidado em saúde. Esses tratamentos envolvem a higienização, nutrição, oxigenação e hidratação da pele.
Ela orienta que manter a pele limpa é essencial para a saúde, mas existem outros fatores que prejudicam a vitalidade do rosto, a exemplo do estresse, fumo, excesso de sol e alterações hormonais são algumas das causas que interferem negativamente no processo de renovação celular. Eles ajudam na produção de radicais livres que comprometem a hidratação cutânea e podem causar alterações indesejáveis. Assim, a aula do sexto período de Biomedicina Estética, além de prática, foi permeada por discussões acerca dos fatores de risco e os cuidados necessários.

  

Setembro de 2017.

Sem categoria

Alunos de Biomedicina participam da Feira de Genômica na Praça da Bandeira

Alunos de Biomedicina participam da Feira de Genômica na Praça da Bandeira

Mais de 120 alunos dos cursos de Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia e Nutrição da Unifacisa/FCM participaram na sexta-feira, 02 de junho, de uma Feira de Genômica, das 8h às 12h e das 13h às 17h, na Praça da Bandeira, no centro de Campina Grande.

De acordo com o Coordenador da Feira, Prof. Felippe Barbosa, a ideia é levar a população informações sobre algumas doenças que tenham influência genética, “os estudantes vão expor através de atividades interativas, como jogos, distribuição de brindes e degustação de alimentos, informações sobre doenças que algumas pessoas não sabem que possuem influência genética”.

Os alunos de Biomedicina apresentaram trabalhos abordando os temas:

Diabetes x Genética

Câncer Infantil

Sexagem Fetal

Fonte: Ascom – http://www.cesed.br/portal/?p=46591

  

Sem categoria

Biomedicina presente na 4ª Edição da Maratona Gastronômica Unifacisa

Biomedicina presente na 4ª Edição da Maratona Gastronômica Unifacisa

   

A reinvenção e a reverência à tradição junina estão na base do evento Administrando a Cultura Popular, que este ano realizou a sua quarta edição. Com o propósito de problematizar a gestão da cultura popular instigando o desenvolvimento de soluções inovadoras para a cadeia produtiva do turismo regional, especificamente no segmento gastronômico, o evento teve o seu ápice na noite desta quinta-feira, 01 de junho, com a realização da Mostra Gastronômica.

Na concorrência estavam grupos formados em sua maioria por alunos de primeiro período dos cursos de Administração e Nutrição. A exceção foi a equipe do Food’elícia, composta por alunos de Administração, Fisioterapia, Biomedicina, Direito, Nutrição e Educação Física. A equipe de primeira viagem gostou do que viu no evento do ano passado e acreditou que poderia ficar do outro lado do balcão em 2017. “A gente está esperançoso. Ano passado a gente veio passear e comer, mas esse ano a gente quis também participar como fornecedor dos alimentos.”, disse a aluna Mayara Santos Silva, do 6º período de Fisioterapia. O principal prato da equipe foi o crepe matuto, feito a base de milho.

 

Para compor a festa gastronômica a programação contemplou apresentações de danças regionais feitas pelo grupo Envelhecendo com Saúde e pelo grupo Caetés, além dos concursos de rei e rainha do milho e dos melhores dançarinos de forró. A comissão julgadora foi composta por professores da Unifacisa.

 

A festa junina da Unifacisa foi realizada com muito forró pé-de-serra sob o comando do músico Edgley Miguel que ainda incluiu no repertório o xote. Para o coordenador do curso de Administração e organizador geral do evento, a cada ano o trabalho tem se superado e envolvido praticamente alunos de todos os cursos da Instituição e quem ganha com isso é a cidade que tem a academia pensando inovações gastronômicas para O Maior São João do Mundo. (Fonte Ascom: http://www.cesed.br/portal/?p=46605 )

Sem categoria

Alunos de Biomedicina e Farmácia realizam ação social na APAE

Alunos de Biomedicina e Farmácia realizam ação social na APAE

  

A visita aconteceu no dia 24 de maio com os alunos do 3º período de Farmácia e Biomedicina, conduzidos pelas professoras Francilene Morais que leciona Psicologia em Saúde e Celênia Macedo, da disciplina Ciências Sociais e Filosofia na Saúde.

Uma ação de humanização e doação, assim foi o trabalho realizado pelos alunos dos cursos de Biomedicina e Farmácia da Unifacisa/FCM, na APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, aqui em Campina Grande. Sob a coordenação das professoras Drª Francilene Araújo de Morais e Msc. Celênia Macêdo, mais de cinquenta alunos promoveram doação de roupas e calçados para o brechó da Instituição, plantaram árvores e conheceram os serviços da Associação.

De acordo com a professora Francilene Araújo, essa foi a primeira vez que os alunos estiveram na Associação. “Foi um trabalho muito gratificante, podemos mostrar aos estudantes das disciplinas de Psicologia em Saúde e Ciências Sociais e Filosofia em Saúde, os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula com vivências práticas. Pretendemos realizar outras visitas porque o resultado foi muito engrandecedor”, afirmou.

(Por ASCOM – http://www.cesed.br/portal/?p=46573)

Sem categoria

II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde

       

II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde – II CONBRACIS

Com a temática Saúde em Debate: Inovação e Desafios, o II CONBRACIS, acontecerá nos dias 14, 15 e 16 de junho no Centro de Convenções Raimundo Asfora e conta com o apoio Institucional da UNIFACISA.
E como na edição anterior, este ano, alunos de Farmácia e de Biomedicina tiveram trabalhos aceitos contribuindo dessa forma com o debate sobre a Saúde no nosso país.

Trabalhos que serão apresentados no II CONBRACIS:

1.Fitoterapia aplicada à pacientes com infecção urinária. Orientadores: Maine Confessor; Daniela Vilar e Marina Vilar. Aluno: Pablo Grieco – BIOMEDICINA

2. Plantas medicinais no tratamento de doenças respiratórias. Orientadores: Maine Confessor; Daniela Vilar e Marina Vilar.  Aluna: Mayanny Celly  Mélo – FARMÁCIA

3. Efeitos e reações do uso oral da isotretinoína: uma revisão bibliográfica. Orientadores: Rômulo Santos e Isabela  Arruda.  Alunas: Dara Rayanne Guedes; Thaynã Crysley Tavares e Mariana Melo – BIOMEDICINA

4. Microcefalia: uma abordagem holística da síndrome. Orientadora: Isabela Tatiana Sales de Arruda.  Alunas: Thaynã Crysley Tavares; Dara Rayanne Guedes; Dáfine Andrade e Fernanda Oliveira – FARMÁCIA e BIOMEDICINA

5. Síndrome de hutchinson-gilford (progéria): uma breve revisão bibliográfica sobre a influência genética e tratamento. Orientador: Felippe Barbosa.  Alunos: Dara Rayanne Guedes; Thaynã Crysley Tavares; Dáfine Andrade e Pablo Grieco Silva – BIOMEDICINA

6. A relação entre emoção e depressão no contexto da saúde humana e os diversos meios terapêuticos no tratamento de pacientes depressivos. Orientadora: Francilene Araújo de Morais. Alunos: Thaynã Crysley Tavares; Dara Rayanne Guedes; Pablo Grieco Silva e LaryssaLays Silva – FARMÁCIA e BIOMEDICINA

7. Municipalização de setores regulados pela vigilância sanitária: panorama das drogarias do município de Goiana – PE. Orientadores: Rômulo Santos e Marisa Agra.  Alunas: Lady Beatrhyz Souza e Waleska Souza – FARMÁCIA

 

Sem categoria

Liga Acadêmica de Doenças Crônicas de Predisposição Genética de Campina Grande – LADCROGEN

No dia 25 de abril, a Liga Acadêmica de Doenças Crônicas de Predisposição Genética de Campina Grande – LADCROGEN, iniciou suas atividades na Faculdade de Ciências Médicas -FCM.

A LADCROGEN  foi planejada e criada a partir do interesse comum na Ciência da Genética por alunos dos Cursos de Biomedicina e Fisioterapia. A formação inicial da Liga conta com a participação dos alunos Luna Dias , Samantha Paes, Renata Lino, Valeska Correia e Mayara Santos. Desde a ideia inicial, a LADCROGEN vem contando com a orientação dos professores Felippe Barbosa (Biólogo), Daniela Pontes (Biomédica), Fernando Vital (Biomédico), Bruno Luz Reis (Biólogo) e apoio da Coordenação do Curso de Biomedicina.

                    

               

Sem categoria

Ação Social Novembro Azul – 28/11 no Aeroporto João Suassuna

Sob orientação da professora Sandra Sales, alunos de Biomedicina do 3º período matriculados no componente curricular Saúde Coletiva, participaram de Ação Social no aeroporto Presidente João Suassuna. O enfoque foi a saúde do homem, numa abordagem multidisciplinar na prevenção do câncer de próstata, com a participação dos alunos dos cursos de Enfermagem; Biomedicina; Nutrição; Medicina; Educação Física e Fisioterapia.

O evento aconteceu no dia 28 de novembro de 2016, em alusão ao Novembro Azul que é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro, dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. O público alvo da atividade foi colaboradores de uma companhia aérea.

As atividades realizadas foram enfocando a multidisciplinaridade e envolveram as seguintes ações: Educação em Saúde; Glicemia Capilar; Medidas Antropométricas; Aferição de Pressão Arterial; Ginástica Laboral e Autocuidado.

acao-social-no-aeroporto-novembro-azul   acao-social-novembro-azul-no-aeroporto

acao-social-no-aeroporto-novembro-azul-2

 

Sem categoria

Todos contra o mosquito da Dengue – Ação social em 20/11/2016

Atividade envolvendo os alunos do 2º período de Farmácia e de Biomedicina, desenvolvida na disciplina de Sociologia e Desenvolvimento da Sociedade com a professora Cleoneide Moura.

A proposta da Ação Social surgiu a partir da preocupação da professora e dos alunos com o crescente número de focos do mosquito da dengue e consequentemente de pessoas acometidas pela dengue, chikungunya e zika. E a ideia era sensibilizar a comunidade do Itararé acerca de medidas simples e eficazes de prevenção das doenças e livrar a população do temido mosquito Aedes aegypti.
Em sala de aula os alunos criaram músicas, cartazes e no laboratório de Química, produziram sabonetes de glicerina com óleo de citronela (repelente natural) e no sábado, ainda comemorando o Dia Nacional do Biomédico, saíram pelas ruas do Bairro Itararé, transmitindo para a comunidade maneiras eficazes de combate ao mosquito da Dengue.

img_7288img_7287img_7276img_7279img_7280

img_7289img_7283

Sem categoria
TOPO